Sociabilidades juvenis: notas etnográficas na periferia de Florianópolis-SC

Autores

  • Valdeci Reis UFSC

DOI:

https://doi.org/10.47456/cadecs.v8i1.33464

Resumo

Estudo etnográfico desenvolvido no âmbito do doutoramento em Educação, cujo objetivo é analisar as sociabilidades de jovens integrantes do movimento hip-hop na capital do Estado de Santa Catarina. É na juventude que as sociabilidades se ampliam para além da família e da escola. Ao vivenciarem novas interações praticando Skate na praça do bairro, duelando freestyles nas Batalhas de Rap, discutindo suas poesias com outros internautas, via aplicativos digitais, os sujeitos observados nesta pesquisa constroem processos de resistência, denunciando a ausência de uma política pública efetiva para a juventude – que vá além das prescrições legislativas –, ou seja, que de fato se materialize em ações concretas nas suas vidas. Os dados etnográficos trazem à tona cenas de jovens oriundos das ‘quebradas’ da Ilha de Santa Catarina em processos criativos de afirmação que, através do ritmo e poesia, refletem sobre a sua condição juvenil na sociedade, os preconceitos que partem da população aos territórios periféricos da cidade, bem como a violência policial protagonizada pelo Estado.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Valdeci Reis, UFSC

Pedagogo, mestre em educação, doutor em educação pela Universidade do Estado de Santa Catarina (UFSC). E-mail: pedagovaldeci@gmail.com.

Downloads

Publicado

2020-11-24