PLANO DE TEXTO E PRODUÇÃO ESCRITA

A CONSTRUÇÃO COMPOSICIONAL DE GÊNEROS NA BASE NACIONAL COMUM CURRICULAR (BNCC)

Autores

DOI:

https://doi.org/10.47456/cl.v14i29.31149

Palavras-chave:

Construção Composicional, Plano de Texto, Produção escrita, Base Nacional Comum Curricular

Resumo

A construção composicional da perspectiva bakhtiniana, relacionada à estrutura de um texto e à sua organização em partes, é estudada sob diversos enfoques; um deles no campo da Linguística Textual, por meio do plano de texto, conceito abordado pela Análise Textual dos Discursos. No processo de produção de gêneros, tal tratamento tem se mostrado um recurso bastante significativo, considerando a dificuldade dos alunos em escrever no ambiente escolar. Nessa ótica, com esta pesquisa, objetiva-se investigar a abordagem do elemento construção composicional/plano de texto na Base Nacional Comum Curricular de Língua Portuguesa dos Anos Finais do Ensino Fundamental, com foco na produção escrita. Como fundamentação teórica, a investigação se embasa essencialmente em Bakhtin (1997, 2018) e Sobral e Giacomelli (2016); em Adam (2011, 2019) e Soares e Rodrigues (2018); em Cabral (2013, 2018) e Marquesi et al. (2019). No que diz respeito à metodologia adotada, esta é de cunho documental, de viés descritivo e de abordagem quanti-qualitativa. As discussões evidenciaram que, apesar do documento curricular considerar as dimensões discursivas no trabalho com a estrutura textual, há ainda uma necessidade de indicá-la metodologicamente como um recurso esquemático organizacional no processo de produção escrita dos gêneros discursivos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Lucas Cesar de Oliveira, Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN)

Mestrando no Programa de Pós-Graduação em Letras da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN) - Campus Pau dos Ferros; graduado em Letras - Língua Portuguesa pela Universidade Federal de Campina Grande (UFCG) - Campus Cajazeiras.

Maria Eliete de Queiroz, Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN)

Doutora e mestra em Estudos da Linguagem pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN); graduada em Letras pela Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN). É professora do Instituto de Letras e Artes e do Programa de Pós-Graduação em Letras da UERN - Campus Pau dos Ferros.

Referências

ADAM, J.-M. A linguística textual: introdução à análise textual dos discursos. Trad. Maria das Graças Soares Rodrigues, João Gomes da Silva Neto, Luis Passegi e Eulália Vera Lúcia Fraga Leurquin. 2. ed. São Paulo: Cortez, 2011.

ADAM, J.-M. Textos: tipos e protótipos. Trad. Mônica Magalhães Cavalcante et al. São Paulo: Contexto, 2019.

BAKHTIN, M. Estética da Criação Verbal. Trad. Maria Ermantina Galvão G. Pereira. 2. ed. São Paulo: Martins Fontes, 1997.

BAKHTIN, M. Problemas da poética de Dostoiévski. Trad. Paulo Bezerra. 5. ed. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2018.

BRASIL. Ministério da Educação. Base Nacional Comum Curricular: educação é a base. Brasília: CONSED: UNDIME: MEC, 2018. Disponível em: http://basenacionalcomum.mec.gov.br/images/BNCC_EI_EF_110518_versaofinal_site.pdf. Acesso em: 15 abr. 2020.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros curriculares nacionais: Terceiro e Quarto Ciclos do Ensino Fundamental – Língua Portuguesa. Brasília: MEC: SEF, 1998.

BRONCKART, J.-P. Atividade de linguagem, textos e discursos: por um interacionismo sociodiscursivo. Tradução: Anna Rachel Machado e Péricles Cunha. 2. ed. São Paulo: EDUC, 2012.

CABRAL, A. L. T. O conceito de plano de texto: contribuições para o processo de planejamento da produção escrita. Linha D’Água, São Paulo, v. 26, n. 2, p. 241-259, 2013.

CABRAL, A. L. T. Perspectivas da análise textual dos discursos para a prática da escrita argumentativa na escola: planos de texto, sequências textuais e estratégias linguísticas nas redes sociais. In: GOMES, A. T.; PASSEGGI, L.; RODRIGUES, M. G. S. (Orgs.). Análise textual dos discursos: perspectivas teóricas e metodológicas. Coimbra: Grácio Editor, 2018.

MACIEL, L. V. C. Os elementos constitutivos do enunciado em suas relações dialógicas: um exemplo de análise. Linguagem em (Dis)curso – LemD, Tubarão, v. 15, n. 2, p. 249-266, maio/ago. 2015.

MARCUSCHI, L. A. Gêneros textuais: definição e funcionalidade. In: DIONISIO, A. P.; MACHADO, A. R.; BEZERRA, M. A. (Orgs.). Gêneros textuais & ensino. São Paulo: Parábola Editorial, 2010.

MARQUESI, S. C. et al. Plano de texto e contexto: conceitos em interface para o tratamento da escrita e da leitura em mídia digital. Revista (Con)Textos Linguísticos, Vitória, v. 13, n. 25, p. 40-59, 2019.

MARQUESI, S. C. Procedimentos analíticos da ATD e produção escrita: estrutura composicional e sequências textuais descritivas em relatórios técnicos. In: GOMES, A. T.; PASSEGGI, L.; RODRIGUES, M. G. S. (Orgs.). Análise textual dos discursos: perspectivas teóricas e metodológicas. Coimbra: Grácio Editor, 2018.

PRODANOV, C. C.; FREITAS, E. C. Metodologia do trabalho científico: métodos e técnicas da pesquisa e do trabalho acadêmico. 2. ed. Novo Hamburgo: Universidade Feevale, 2013.

SOARES, E. S.; RODRIGUES, M. G. S. Plano de texto do gênero sentença judicial de crime hediondo no âmbito da família. In: GOMES, A. T.; PASSEGGI, L.; RODRIGUES, M. G. S. (Orgs.). Análise textual dos discursos: perspectivas teóricas e metodológicas. Coimbra: Grácio Editor, 2018.

SOBRAL, A.; GIACOMELLI, K. Observações didáticas sobre a análise dialógica do discurso – ADD. Domínios de Lingu@gem, Uberlândia, v. 10, n. 3, p. 1076-1094, jul./set. 2016.

Downloads

Publicado

2020-12-30