ORALIDADE E ENSINO

UMA ANÁLISE DAS ATIVIDADES NOS LIVROS DIDÁTICOS DE PORTUGUÊS

Autores

  • Ewerton Ávila dos Anjos Luna Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE)
  • Raquel Ferreira Gomes Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE)

DOI:

https://doi.org/10.47456/cl.v14i29.31151

Palavras-chave:

Ensino de Língua Portuguesa, Oralidade, Livro Didático

Resumo

Considerando a necessidade de pesquisas sobre ensino da oralidade (SILVA; LUNA, 2014), este estudo tem como objetivo analisar as propostas de trabalho a partir dos textos orais presentes nos livros didáticos de língua portuguesa. Para isso, utilizamos como corpus uma das coleções didáticas do Ensino Fundamental aprovada pelo PNLD 2017. A fim de embasar o estudo, foram consideradas contribuições teóricas de Marcuschi (2001a; 2001b), Dolz, Schneuwly e Haller (2004), dentre outros. A metodologia é de caráter quanti-qualitativo, uma vez que à análise detalhada das atividades quanto a suas contribuições para a formação do usuário competente de língua foi associado o número dessas propostas distribuídas em quatro categorias de análise. Os resultados apontaram que a coleção destina um espaço bastante reduzido à oralidade; entretanto, ao passo que algumas atividades apresentam lacunas, outras são satisfatórias.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ewerton Ávila dos Anjos Luna, Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE)

Doutor em Linguística pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB), com período sanduíche na Universidade de Aveiro (UA/Portugal); mestre em Letras pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE); graduado em Letras pela mesma instituição. É professor do Departamento de Letras da Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE).

Raquel Ferreira Gomes, Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE)

Licenciada em Letras pela Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE). É professora de Língua Portuguesa e Língua Espanhola na Educação Básica.

Referências

ÁVILA, E. NASCIMENTO, G. GOIS, S. Ensino de oralidade: revisitando documentos oficiais e conversando com professores. In: GOIS, S.; LEAL, T. F. (Orgs.). A oralidade na escola: a investigação do trabalho docente como foco de reflexão. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2012. p. 37-56.

BATISTA, A. A. G. A avaliação dos livros didáticos: para entender o Programa Nacional do Livro Didático (PNLD). In: ROJO, R.; BATISTA, A. (Orgs.). Livro didático de língua portuguesa, letramento e cultura escrita. Campinas: Mercado de Letras, 2003. p.25-67.

BRASIL. Parâmetros curriculares nacionais: terceiro e quarto ciclos do ensino fundamental: língua portuguesa. Brasília: MEC/Secretaria de Educação Fundamental, 1998.

BRASIL. Ministério da Educação. Base Nacional Comum Curricular – BNCC. Brasília, DF, 2018.

CAVALCANTE, M. C. B.; MELO, C. T. V. Oralidade no ensino médio: em busca de uma prática. In: BUNZEN, C.; MENDONÇA, M. (Orgs.). Português no ensino médio e formação do professor. São Paulo: Parábola Editorial, 2006. p. 181-198.

DOLZ, J.; SCHNEUWLY, B.; HALLER, S. O oral como texto: como construir um objeto de ensino. In: SCHNEUWLY, B. DOLZ, J. Gêneros orais e escritos na escola. Campinas: Mercado das Letras, 2004. p. 125-155.

DOLZ, J.; SCHNEUWLY, B.; PIETRO, J. F. Relato da elaboração de uma sequência: o debate público. In: SCHNEUWLY, B. DOLZ, J. Gêneros orais e escritos na escola. Campinas: Mercado das Letras, 2004. p. 213-239.

LEAL, T. F.; BRANDÃO, A. C. P.; LIMA, J. M. A oralidade como objeto de ensino na escola: o que sugerem os livros didáticos. In: GOIS, S.; LEAL, T. F. (Orgs.). A oralidade na escola: a investigação do trabalho docente como foco de reflexão. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2012. p. 13-35.

LIMA, A.; BESERRA, N. Sala de aula: também espaço da fala. In: GOIS, S.; LEAL, T. F. (Orgs.). A oralidade na escola: a investigação do trabalho docente como foco de reflexão. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2012. p. 57-72.

LUNA, E. Á. A. Didática da oralidade na formação inicial do professor de português: um olhar sobre documentos curriculares, discursos docentes e discentes de instituições de ensino superior. 2016. 292 f. Tese (Doutorado em Linguística) - Programa de Pós-Graduação em Linguística, Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa, 2016.

MARCUSCHI, L. A. Concepção de língua falada nos manuais de Português de 1º e 2º graus: uma visão crítica. Trabalhos em Linguística Aplicada, Campinas, v. 30, p. 39-79, jul./dez. 1997.

MARCUSCHI, L. A. Oralidade e ensino de língua: uma questão pouco “falada”. In: DIONÍSIO, A. P.; BEZERRA, M. A. (Orgs.). O livro didático de português: múltiplos olhares. Rio de Janeiro: Lucerna, 2001a. p. 19-34.

MARCUSCHI, L. A. Da fala para escrita: atividades de retextualização. São Paulo: Cortez, 2001b.

MARCUSCHI, L. A. Produção textual, análise de gêneros e compreensão. São Paulo: Parábola Editorial, 2008.

MARCUSCHI, L. A.; DIONÍSIO, A, P. (Orgs.). Fala e Escrita. Belo Horizonte: Autêntica, 2007.

OLIVEIRA, T. A. et al. Tecendo linguagens. 4. ed. São Paulo: IBEP, 2015.

RODRIGUES, S. G. C.; LUNA, E. Á. A. O ensino da oralidade no contexto do ensino fundamental. In: RODRIGUES, S. G. C.; LUNA, E. Á. A.; COSTA-MACIEL, D. A. G. Oralidade & leitura: olhares plurais sobre Linguagem e Educação. Recife: Editora UFPE, 2016. p. 49-74.

SILVA, E. C. L.; LUNA, E. Á. A. Oralidade no livro didático: os primeiros passos de um longo caminho. Revista Encontros de Vista, Recife, v. 1, n. 14, p. 29-44, jul./dez. 2014.

Downloads

Publicado

2020-12-30