LUGARES DE ENUNCIAÇÃO

UMA ANÁLISE DE RELATOS DE SUJEITOS AUTORREFERENCIADOS GORDOS

Autores

DOI:

https://doi.org/10.47456/cl.v14i29.31932

Palavras-chave:

Subjetividade, Lugar enunciativo, Corpo, Gordofobia

Resumo

Com base na Análise de Discurso materialista, o presente estudo, ao analisar relatos publicados em um blog, faz trabalhar os efeitos de sentido que emergem a partir de depoimentos de sujeitos autorreferenciados gordos, os quais ganham um espaço de enunciação a partir da plataforma virtual Tumblr. Para fins de análise, foram selecionadas duas sequências discursivas recortadas de dois dos relatos disponíveis no referido blog. Nosso gesto de interpretação traz o elemento do excesso (ERNST, 2009) do discurso do outro como sintoma da falta de o sujeito gordo reconhecer para si um lugar de enunciação (ZOPPI-FONTANA, 1999; 2017). Esta falta subjetiva está diretamente relacionada aos imaginários de normalidade, colocados em circulação pelo discurso médico, que, sob o efeito de neutralidade e legitimidade da ciência, produz a evidência de que o corpo gordo é um corpo inquestionavelmente doente e que deve ser eliminado. A partir da análise, podemos perceber que o sujeito gordo, embora resista, não consegue se desfazer das determinações da ideologia dominante e encontrar para si um lugar em outra formação discursiva.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Virgínia Barbosa Lucena Caetano, Universidade Federal de Pelotas (UFPel)

Doutoranda no Programa de Pós-Graduação em Letras da Universidade Federal de Pelotas (UFPel); mestra em Letras pela UFPel; licenciada em Letras - Português/Espanhol pela Universidade Federal do Pampa (UNIPAMPA) - Campus Jaguarão. É tutora UAB do curso de Licenciatura em Letras - Português EaD na UNIPAMPA.

Luciana Iost Vinhas, Universidade Federal de Pelotas (UFPel)

Doutora em Letras pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS); mestra em Letras pela Universidade Católica de Pelotas (UCPel); graduada em Letras – Português/Inglês pela mesma instituição. É professora no Centro de Letras e Comunicação e no Programa de Pós-Graduação em Letras da Universidade Federal de Pelotas (UFPel).

Referências

AUTHIER-REVUZ, J. Heterogeneidade mostrada e heterogeneidade constitutiva: elementos para uma abordagem do outro no discurso. In: AUTHIER-REVUZ, J. Entre a transparência e a opacidade: um estudo enunciativo do sentido. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2004. p.11-80.

CAETANO, V. B. L. Não tem Cabimento: Corpo e Subjetividade no discurso de sujeito gordos. 2019. 117 f. Dissertação (Mestrado em Letras) – Centro de Letras e Comunicação, Universidade Federal de Pelotas, Pelotas, 2019.

ERNST, A. A falta, o excesso e o estranhamento na constituição/interpretação do corpus discursivo. In: SEMINÁRIO DE ESTUDOS EM ANÁLISE DO DISCURSO, 2009, 4, Porto Alegre. Anais... Porto Alegre: UFRGS, 2009. Disponível em: http://anaisdosead.com.br/4SEAD/SIMPOSIOS/AracyErnstPereira.pdf. Acesso em: 28 maio 2018.

FERREIRA, M. C. L. O discurso do corpo. In: MITTMANN, S.; SANSEVERINO, A. M. V. (Orgs.). Trilhas de investigação: a pesquisa no I. L. em sua diversidade constitutiva. Porto Alegre: Instituto de Letras/UFRGS, 2011.

INDURSKY, F. A fala dos quartéis e as outras vozes. Campinas: Editora da Unicamp, 2013.

PÊCHEUX, M; FUCHS, C. A propósito da Análise Automática do Discurso: atualização e perspectivas. In: GADET, F; HAK, T. (Orgs.). Por uma análise automática do discurso: uma introdução à obra de Michel Pêcheux. Campinas: Editora da Unicamp, 1997.

RIBEIRO, D. O que é lugar de fala? Belo Horizonte: Letramento: Justificando, 2017.

SILVA, R. S. da. Tempo na Análise de Discurso: implicações no imaginário do trabalhador do discurso sindical da CUT. Curitiba: CRV, 2012.

VIGARELLO, G. As metamorfoses do gordo: história da obesidade no ocidente. Petrópolis: Editora Vozes, 2012

VINHAS, L. I. Discurso, corpo e linguagem: processos de subjetivação no cárcere feminino. 2014. 303 f. Tese (Doutorado em Letras) – Programa de Pós-Graduação em Letras, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2014.

ZOPPI-FONTANA, M. Lugares de enunciação e discurso. LEITURA - Revista do Programa de Pós-Graduação em Letras e Linguística, Maceió, v. 23, p. 15-24, jan./jun, 1999.

ZOPPI-FONTANA, M. “Lugar de fala”: Enunciação, Subjetivação, Resistência. Conexão Letras - Revista do Programa de Pós-Graduação em Letras da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, v. 12, n. 18, p. 68-71, 2017. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/conexaoletras/article/view/79457/46458. Acesso em: 28 maio 2018.

Downloads

Publicado

2020-12-30