Residência artística

de ambiente de produção e difusão das práticas artísticas contemporâneas, ou acerca da formação artística e das necessidades de resistência e persistência da pesquisa e experimentação

Autores

  • Marcos Moraes Fundação Armando Alvares Penteado FAAP

DOI:

https://doi.org/10.47456/rf.v1i23.34028

Palavras-chave:

residência artística, formação em artes, arte contemporânea, práticas artísticas contemporâneas, deslocamento

Resumo

Reflexão, a partir de estudo de caso, sobre possíveis relações entre os processos de investigação e de trabalho em residência artística e a formação artística. Abordagens conceituais e histórica sobre a residência artística, bem como uma tentativa de compreensão de sua perspectiva na atualidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marcos Moraes, Fundação Armando Alvares Penteado FAAP

Doutor pela FAUUSP, bacharel em Direito e Artes Cênicas pela mesma Universidade, especialista
em Arte – Educação – Museu, e Museologia. Professor de história da arte na graduação
e pós-graduação, Coordenador dos cursos de Artes Visuais (Bacharelado e Licenciatura) FAAP;
da Residência Artística FAAP e do Programa de residência da FAAP, na Cité des Arts, Paris. Responsável
pelos Seminários de Investigações Contemporâneas, na FAAP, bem como pelos
Programas de exposição dos formados em artes visuais e a Anual de Artes, todos na FAAP. Integrou
o Grupo de Estudo em Curadoria do MAM São Paulo, e o corpo de interlocutores do PIESP Programa Independente da Escola São Paulo. Curador independente, seus mais recentes projetos curatoriais: Jandyra Waters: caminhos e processos; Entretempos e Lotada (Museu de Arte Brasileira FAAP); Imagens Impressas: um percurso histórico pelas gravuras da Coleção Itaú Cultural (São Paulo, Santos, Curitiba, Fortaleza, Rio de Janeiro, Ribeirão Preto, Brasília, Florianópolis); Os anos em que vivemos em perigo (MAM SP); Paris está em chamas (MAB FAAP). Membro do ICOM Brasil, integra o Conselho Consultivo de Artes Plásticas do Museu de Arte Moderna de São Paulo, Conselho Científico e Editorial  a  oleção Extremidades, e a Comissão de Indicação do Prêmio PIPA 2020. Publicações e textos sobre  artistas, entre outros, como Luiz Sacilotto, Adriana Varejão, Sandra Cinto, Rodolpho Parigi, Mauro Piva,  lém de textos diversos sobre residência artística, exposições e processos de formação artística. 

Referências

BOWLER, G. H. Artists and writers colonies: retreats, residencies and respite for creative mind. Hillsboro, Oregon: Blue Heron Publishing, 1995.

CRAWFORD, J. Gordon Matta-Clark e a vida coletiva no SoHo durante os anos 1970. In: 27a Bienal de São Paulo: Seminários. Rio de Janeiro: Cobogó, 2008.

DOHERTY, C. (ed.) Contemporary art from studio to situation. London: Black Dog Publishing, 2004.

HORA, D. Residências artísticas: as múltiplas direções dos trânsitos contemporâneos. In: Caderno Videobrasil, Associação Cultural Videobrasil, vol. 2, n. 2 , 2006, p. 54-77.

KOSTELANETZ, R. SoHo: The rise and fall of an artists’ colony. New York: Routledge, 2003.

LÜBBREN, N. Rural artists’ colonies in Europe 1870-1919. New Brunswick: Rutgers University Press, 2001.

MORAES, M. Residência artística: ambientes de formação, criação e difusão. Tese (Doutorado – Área de Concentração: Projeto, Espaço e Cultura). Faculdade de Arquitetura e Urbanismo Universidade de São Paulo. São Paulo, p. 134. 2009.

PEVSNER, N. Academias de arte: passado e presente. Tradução Vera Maria Pereira. São Paulo: Cia. das Letras, 2005.

SHIPP, S. American art colonies, 1850-1930: a historical guide to America’s original art colonies and their artists. Westport: Greenwood Press, 1996.

SNELL, T. (Ed). Artists communities. A directory of residencies in the United States that offer time and space for creativity. 2a ed. New York: Allworth Press, 2000.

Downloads

Publicado

2021-01-24

Como Citar

Moraes, M. (2021). Residência artística: de ambiente de produção e difusão das práticas artísticas contemporâneas, ou acerca da formação artística e das necessidades de resistência e persistência da pesquisa e experimentação. Revista Farol, 16(23), 37–54. https://doi.org/10.47456/rf.v1i23.34028

Edição

Seção

Seção Temática